É muito fácil não percebermos as coisas à nossa volta. Pode ser por estarmos focados profundamente em algo, deixando de perceber os demais focos à nossa volta. Podemos estar dando atenção a algo que gostamos e que nos atrai, deixando o resto em segundo plano. Também pode acontecer de estarmos em fluxo constante de mudança de foco, algo que impede uma analise mais precisa do que está efetivamente ao nosso redor. Enfim, a vida pode estar nos apresentando focos que podem nos ser altamente valiosos e não estamos lhes dando a devida atenção. Viciados em determinados focos, ou com padrões de escolha de focos enraizados por demais, podemos estar passando em branco muitas coisas que mereciam nossa atenção e reflexão.

Quando falamos sobre Gestão da Atenção, estamos falando sobre a prática de uma atenção mais cuidadosa, apurada e correta, tendo em vista nossos propósitos e demandas mais importantes. Tendo um senso maior sobre como dedicar nossa preciosa atenção, nos tornamos mais focados no que interessa, direcionados para o que efetivamente demanda nossa atenção, bem como sobre o ocorre a nossa volta que merece ser observado, analisado e refletido. Sairmos de uma atenção metódica, costumeira e confortável para uma atenção pessoal de qualidade. Que nos leva a uma melhor percepção, cognição, decisão e atuação.

Saber lidar com nossos pilares da atenção, equilibrando-os de modo dinâmico, exercitando os tipos de atenção corretos, com destreza, determinação, profundidade e tempo adequado faz toda a diferença nesse mundo complexo, mutante, recheado de distrações e competitivo. Fique atento à vida, ainda mais quando a vida pede sua atenção!