Se você adotar a postura de acreditar em tudo que surge na sua frente, com certeza virá a ter uma percepção e cognição desviada da realidade. Hoje, a manipulação atingiu o Pós-Doc em termos de fazer com que as pessoas acreditem no que a fonte lhes oferece. São vários os truques e armadilhas para que você se convença que uma desinformação é informação. E não é! Trata-se de algo cuidadosamente e, muitas vezes, maliciosamente, ajustado para parecer verdade, satisfazer algum ponto de vista seu e te motivar a absorver e disseminar aquele fake-news.

Uma atenção bem gerenciada, exercitada com a devida perícia, permite que acessemos e tenhamos uma recepção mais cuidadosa e capaz de detectar as armadilhas das desinformações que cada dia nos chegam em maior volume e com maior grau de malicia e convencimento. Se tivermos alguns gatilhos de atenção que nos impeça de simplesmente aceitar o que nos chega, aumentamos a probabilidade de fazer uma pré-análise mais cuidadosa e apurada, ampliando em muito nosso poder de seleção do que é confiável e factível do que é mentira e manipulação.

Há vários critérios a serem avaliados. Dentre eles, a contensão da ansiedade, ou seja, daquele desejo insano de aceitar aquilo como verdade por ser algo agradável e que vai ao encontro de nossos desejos e aspirações. Uma outra ação sadia é conferir a fonte. Fontes sem a devida isenção perante os fatos tendem a nos passar um alto grau de desinformação. Então, faça uma leitura da fonte e veja o quanto suas passagens anteriores de informações se confirmaram como verdade ou mentira. Também é salutar buscar referências presentes no texto para ver se elas procedem, ou ainda, verificar em mais de um site de verificação se aquela informação j[a está categorizada como fake-news. E lógico, ler com cuidado. Textos de baixa qualidade costumam ser indícios de desinformação.

Se habitue a desconfiar antes de confiar. Verificar antes de compartilhar. Analisar se é algo que merece circular mais ou morrer na sua mão. Seja um agente anti-desinformação! Quanto maior for essa rede, menores serão os volumes de fake-news e desinformação circulando na rede digital.