A atenção distribuída acontece quando deliberadamente escolhemos um foco de atenção entre os vários presentes, sem contudo excluir a existência dos demais focos. Em outras palavras, pegamos nossa capacidade de atenção, dedicamos uma parte dela a um foco específico e distribuímos o restante de nossa capacidade de atenção aos demais focos, como que em atenção difusa.

Uma situação comum desse tipo de atenção é a de dirigir um automóvel, participarmos de uma reunião ou festa. Em determinados momentos, dedicamos atenção especial a alguma pessoa e escutamos o que ela nos diz, com atenção suficiente para podermos ter uma conversa, mas continuamos observando outros focos presentes, porém com uma carga mínima de atenção. Assim, percebemos algum amigo que chega, a aproximação do garçom, a reação de outra pessoa próxima ou mesmo alguma ameaça ao ambiente. No caso de dirigir um carro, mantemos o olhar para a estrada, mas ouvimos as notícias no rádio, percebemos pessoas ou animais a frente que podem entrar na frente de nosso carro, lemos as placas e podemos até conversar com quem está ao nosso lado ou cantar a música que toca. Tudo isso, sem comprometer a qualidade de nossa dirigibilidade, pois mantemos uma carga adequada de atenção ao que é importante, ou seja, estarmos nos movendo em um veículo cuja qualidade e efetividade desse deslocamento tem relação direta com a atenção que estivermos prestando a isso.

Um cuidado importante na atenção distribuída é de nunca tentarmos distribuir atenção entre duas atividades que demandam maior carga atencional. Por exemplo, dirigir e falar no telefone. Essas duas atividades demandam atenção e como não podemos dedicar tanta atenção simultânea entre esses dois focos, ficamos pulando de uma para outra e assim, a que recebe atenção funciona bem enquanto a outra passa a não funcionar bem. Essa atenção picada entre dois focos faz com que ambas as atividades tenham qualidade sofrível ou uma delas vai prevalecer enquanto a outra irá fracassar. Portanto, distribuir atenção demanda um certo conhecimento sobre a carga de atenção que duas atividades demandam.