Desde meus estudos para o mestrado no final do século passado(!) que tenho admiração e gratidão por Pierre Levy. Foi um dos autores que mais me ajudaram na dissertação! E agora, em pleno julho de 2021 vejo uma entrevista dele que traz algumas reflexões interessantes sobre nosso momento e questões relacionadas à atenção!

A primeira vem de “a partir do momento em que há linguagem, há mentira e há manipulação. A natureza humana não se transformou, continua sendo a mesma. Assim, no fundo, essas possibilidades tecnológicas são como um espelho que nos faz nos refletirmos nele, e ver o melhor que há em nós… e também o pior”.  Não são os efeitos das redes sociais que faz surgir fakenews, desinformação e manipulação. Isso vem da essência humana e agora ganha magnitude com as possibilidades digitais estabelecidas. Ou, como ele diz: “Já éramos muito maus antes da internet!”.

A segunda é muito reflexiva: “nos países da OCDE, onde exames são feitos sistematicamente há 25 anos para analisar a evolução das coisas, chama a atenção que as capacidades em matéria de leitura e compreensão, em matemática e em ciência estejam em declínio. Provavelmente é porque há uma inadequação entre a cultura ambiente e o que ocorre na escola. Já não chegamos a capturar a atenção dos alunos”. Olha isso!!! Há um declínio da aprendizagem e isso se relaciona com os padrões utilizados nas escolas que NÃO E CAPAZ DE CAPTURAR A ATENÇÃO DOS ALUNOS! Não se está conseguindo o compromisso do aluno com o conteúdo!

E, por fim, sua sugestão de que deveríamos “desenvolver exercícios de atenção” nas escolas. Ele segue afirmando que “é preciso trabalhar a atenção das pessoas, e isso começa por ensinar a atenção na escola. Sem ela, não há nada a fazer”. Sem uma boa capacidade de atenção, se pode jogar terabytes de dados e informações que eles passam feito água por uma peneira, retendo muito pouco, ou mesmo nada! Além da atenção e bastante relacionado a ela, ele completa a necessidade de se desenvolver a capacidade de estabelecer prioridades. Só assim podemos ordenar, analisar e decidir entre esse mar de informações o que é importante e o que não é. O resumo da conversa é que: “precisamos ter capacidade de atenção, estabelecer prioridades e fixar objetivos. Algo assim como administrarmos a nós mesmos, digamos. Ser autônomos”.

Portanto, a solução para os seres do século XXI passa por uma evolução atencional. A atenção é a base das boas análises, reflexões e decisões em um mundo complexo, mutante e tumultuado como o que vivemos. Essa evolução passa por fazermos uma efetiva e eficaz GESTÃO DA NOSSA ATENÇÃO! 

OBS: A entrevista do Levy está em https://brasil.elpais.com/eps/2021-07-01/pierre-levy-muitos-nao-acreditam-mas-ja-eramos-muito-maus-antes-da-internet.html