George Harrison era um sujeito muito ligado na questão da atenção. Sua dedicação à meditação lhe permitiu entender o quanto o agora é importante. Sabemos que o passado é história e o futuro, um sonho. O que efetivamente temos em mãos é o presente!

O presente é um presente a ser valorizado e nunca desperdiçado. E para não perdermos o poder do agora, precisamos nos manter atentos, principalmente ao que interessa, ao que nos agrega, nos fortalece e nos potencializa para o futuro.

E o tempo, assim como o momento do agora, é impossível de ser detido. Ele chega e passa. Se foi bem aproveitado ou não, é problema seu. Aprenda a fazer boas escolhas de foco e a executar esses focos com a atenção correta, na intensidade adequada, pelo tempo necessário e com o máximo de efetividade. Dai, estará realmente tendo o melhor agora de todos!